Meus aniversários de casamento: depoimento 1

Sabe aquela história de que gente esperta aprende com o erro dos outros? Vou dar algumas diquinhas pra você então!

Já que o primeiro post da Silvana foi sobre aniversários de casamento, vou aproveitar que eu já fiz D-O-I-S (cara de metida) aniversários e contar um pouco das minha experiência. A primeira delas não é muito feliz.

Casamos em 2009, tudo lindo, como todo casamento tem que ser! Passamos a lua-de-mel em Canela/RS e fomos de carro.

ERRO nº1: não faça viagens tão especiais de carro. Graças a Deus, não aconteceu nada com a gente nessa viagem e deu tudo super certo, mas né? Vai que..?

Fomos pela BR116 e voltamos pelo litoral de Santa Catarina (rencomendo porque é super lindo!)

ERROnº2: não confie no Google Maps! A gente quase me meteu em uns buracos que o Sr. Google nos indicou! Ainda bem que pedimos informação no caminho e seguimos por outras estradas que não as indicadas no “mapa”.

 

Daí fizemos um ano de casados! Quanta alegria!!! Como aprendemos no post da Sil, é bodas de algodão! ^^ Aí é que começa parte triste!

Compramos ingressos para passar o dia do nosso niver de casamento em um parque aquático bem legal. Aqui entra a outra dica da Silvana de procurar sair da rotina.

Porém, uma semana antes do dia tão especial, fomos pra Foz do Iguaçu com uns amigos de carro. Meu marido é de lá e conhce muito bem a estrada, paradas e coisas assim. A ida foi linda, a estadia lá em Foz maravilhosa (outra coisa que recomendo). O pânico foi a volta!

Saímos de lá dia 7 de janeiro pela manhã, chegaríamos em Curitiba a tarde e estaria tudo perfeito para nosso anivrsário no dia 8. ESTARIA!

O carro estragou no meio da estrada.

ERRO nº3: Não fizemos uma revisão que presta no carro antes da viagem, e uma peça essencial estragou: a tal da correia dentada (aguarde os próximos posts sobre Edimélia Mecânica!)

Daí, arranjamos um mecânico.

ERRO nº 4: NUNCA pegue um mecânico de estrada! Eu disse NUNCA!

O cara dissse que arrumava no mesmo dia, tranquilo e que não precisávamos chamar um guincho para nos levar pra Curitiba.

ERRO nº5: Nunca confie em um mecênico de estrada

ERRO nº6: Em uma situação dessa, gaste os tubos, mas chame um guincho!!

ERROnº7: Esse erro se refere ao que você deve estar pensando agora: “Mas porque não ligaram pro seguro?” Guincho de seguro não cobria para ir nos buscar lá em Guarapuava, 350km de Curitiba!

Ficamos em um hotel; pra resumir: o mecânico arrumou já era 20h do dia 8, estragou de novo, deixamos o carro em um posto e pedimos para alguém ir nos buscar em Guarapuava. Chegamos em casa dia 9.

ERRO nº8 (e o mais crucial): Deixe livre o máximo que você puder os dias antes do seu aniversário de casamento! Senão, você pode ficar em um hotel xexelento, morrendo de raiva, no meio da estrada e sem marido (porque ele vai estar lá, ajudando o mecânico!)

Sobre o segundo aniversário, eu conto em outro post.

:)Bah

About these ads

2 Comentários on “Meus aniversários de casamento: depoimento 1”

  1. Mariana diz:

    Huhauhauahauhauauaha

    Esse post me ensinou muito… =D Por isso não vamos viajar de Ka no nosso niver de casório… Carro velho é um pirigooooo

  2. [...] agradeço a todas as queridas pessoas solidárias que comentaram o meu primeiro post e tiveram dó desse jovem [...]


Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 164 outros seguidores